VIAJANDO POR AÍ


                                                Viajar é sempre bom. É o momento para mudar hábitos e quebrar regras, recuperar energias e vaguear.
                                                Não importa se é campo, praia ou montanha, o negócio é esfriar a cabeça e reservar para si instantes de relaxamento. 
                                                Por essa razão, esta seção tem a humilde pretensão de sugerir alguns locais pouco badalados, mas bonitos demais. 
                                                São lugares em que pode-se ver a vida com mais calma e tranquilidade apreciando história, cidades e pessoas.
                                                Nossa van não chega até elas, mas isso não é um empecilho certo?
                                                Dá para colocar o mochilão nas costas e meter o pé na estrada.
                                                Dá para pegar um busão, o que não invalida o prazer de viajar, e chegar sem maiores problemas.
                                                Pode-se também reunir a turma da moto ou dos off-roads e conferir o que está além do horizonte.
                                                Vamos nessa?


http://ama-monteverde.org/fotos.html
SÃO SEBASTIÃO DO MONTE VERDE - MG:
Imagine uma região onde a Natureza, com toda sua beleza, espelha magicamente a Alegria, espalhada pelo vento das montanhas... Com um clima excepcional e situado entre a Serra de Lima Duarte e a Serra Negra, pertecentes ao circuito de Ibitipoca, onde a fauna e a flora são preservadas em suas matas e privilegiado por aleitar grutas, cachoeiras e riachos, Monte Verde possui várias opções de lazer entre paisagens bucólicas, onde o ar puro da serra sempre traz o perfume encantado, com cheiro de Felicidade...

Clique na imagem e conheça uma boa opção para ESQUECER DO TRÂNSITO a 25Km de Lima Duarte e a 237Km da cidade do Rio de Janeiro..







http://www.paraibadosul.rj.gov.br/informacoes/pontos_turisticos
WERNECK e CAVARU
- PARAÍBA DO SUL - RJ
Ainda existe lugar em que a vida segue o rumo tranquilo sem muita agitação e sem muito barulho. A cidade de Paraíba do Sul, a 151km da cidade do Rio de Janeiro, possui dois vilarejos que merecem destaque e serem visitados: Werneck e Cavarú. 
Vale a pena passear no Trem da Estrada Real, uma Maria-Fumaça, que sai da Estação Ferroviária, no Centro Cultural, de Paraíba do Sul em um percurso turítico-cultural de 14km e que faz parada nas estações de Werneck e Cavarú. Nestas estações pode-se apreciar o cafezinho rural com os docinhos da região e tirar dois dedos de prosa...  

Clique na imagem para saber mais...






BANANAL - SP
Bananal é uma cidade, a 153km do município do Rio de Janeiro, que abriga um patrimônio histórico inigualável em que os riquíssimos barões desfilavam suas riquezas no tempo do Império. O cenário já foi base de inúmeras novelas (Cabocla, Sinhá Moça, Dona Beja entre outras) por seus casarões que guardam as marcas de um passado rico e triste do Brasil.
Um dos homens mais ricos da época, Manoel de Aguiar Valim, possuia 1% do PIB do país, servia de avalista para outros países e emprestava dinheiro ao Brasil, além de ser dono de mais de 1.ooo escravos. A estrada de ferro fazia o ponto final no portão de sua fazenda, a Resgate, para o embarque do café e o tráfico de escravos. Além das fazendas, Bananal possui um vasto circuito ecológico com cachoeiras exuberantes. As caminhadas pelas trilhas contruídas pelos senhores de engenho ainda servem para quem aprecia o ecoturismo. 

Clique na imagem e veja a história de perto.





http://www.itanhandu.mg.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=30&Itemid=51
ITANHANDU
 - MG
Itanhandu (ITA - pedra, NHANDU - corredeira)  é um exemplo de cidade em que a vida corre calma, preguiçosa e festiva e as barraquinhas que vendem hot-dog são apresentadas no site do município.
Distante a apenas 245km do Rio de Janeiro, já teve personagens importantes que marcaram sua história como Eurico Gaspar Dutra e Juscelino Kubitschek, sendo o fundador de Brasília, um apaixonado pela cidade. 
O forte de Itanhandu é a natureza e as inúmeras possibilidades de prazer que podem vir de diversas formas, como rapel, trilhas, canoagem ou, simplesmente, um mergulho em um de seus lagos naturais. O friozinho da montanha que permite noites sempre agradáveis no verão, com temperaturas raramente superiores a 18º, e um inverno que traz o prazer do aconchego, faz de Itanhandu o local perfeito para repousar e deixar a vida passar.

Veja as opções oferecidas pela cidade clicando na imagem ao lado.