FLUINDO MAL‎ > ‎Notícias de 2011‎ > ‎

Notícias de 2011 - 05 - Maio

Ponte sobre o Rio Sarapuí
31/05/2011 -
Os moradores da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, sofrem com o problema, apontado aqui em 10/05 como "Rua dos limites", dos logradouros que estão na divisa de dois ou mais municípios. A ponte sobre o Rio Sarapuí fica entre Belford Roxo e São João de Meriti e é muito importante para quem reside nos bairros de Guaraciaba e Coelho da Rocha. Porém a ponte apresenta uma série de problemas com falta de sinalização, iluminação pública entre outros, e aí começa o jogo de empurra de quem vai consertá-la. Que falta faz uma eleição...
Trânsito feroz
30/05/2011 -
Esta manhã de segunda-feira começa com uma série de acidentes na cidade que tumultuam o trânsito. Em Ramos, após a colisão entre dois coletivos na Rua Maria da Glória, um deles invadiu uma loja de ração e há feridos. No Méier, um carro derrubou um poste, deixando duas pessoas feridas, na Rua Arquias Cordeiro, próximo ao Engenho Novo, e fechou completamente a via.  Em Fazenda Botafogo, na Avenida Pastor Martin Luther King, próximo a ACARI, dois ônibus colidiram deixando, pelo menos, 8 pessoas feridas. Na Taquara, um carro e um ônibus colidiram na Avenida Nelson Cardoso. Sem contar os bueiros-bomba que andam explodindo em Copacabana.
Caminho do horror
27/05/2011 -
A Avenida Don Helder Câmara, antiga Avenida Suburbana, no cruzamento com a Avenida dos Democráticos, apresenta um ambiente deprimente da degradação humana. Próximo à Sociedade Protetora dos Animais DEZENAS de pessoas, possivelmente vítimas das drogas, se amontoam em um chão de terra e dormem à beira do Rio Jacaré. A imagem é aterradora considerando que são pessoas de várias faixas etárias, inclusive jovens e crianças, dormindo e fazendo suas necessidades nas colunas do viaduto do Metrô ou entre carros e caçambas de coleta de lixo. Este cenário, digno de um filme de terror, se estende até a esquina com a Rua Viúva Cláudio onde há um ferro-velho. Perto dali, no Viaduto de Benfica a antiga Cooperativa Central de Produtores de Leite (CCPL) foi invadida e transformada em um imenso condomínio totalmente favelizado. Não dá para imaginar que pessoas vivam ali. Não mesmo!
Tubulação não confiável
26/05/2011 -
No dia 24 de abril, em Tomás Coelho, os moradores acordaram com uma enchente causada por um rompimento de uma tubulação da Cedae. Agora a Rua das Opalas em Rocha Miranda está interditada por conta da obra de recuperação de outra tubulação de água que se rompeu, ontem (25) pela manhã, causando o alagamento de, pelo menos, 10 casas. Os técnicos da Cedae conseguiram concluir os trabalhos por volta das 5h30 de hoje (26). As estimativas é que o abastecimento esteja normalizado até o meio-dia, mas não há previsão para a liberação da via já que o buraco, aberto para o reparo, tem, aproximadamente, 20m de comprimento, 4m de largura e 3m de profundidade.  Pelo visto a preocupação não deve ser só com as chuvas fortes!
Rio de esgotos
25/05/2011 -
O cenário de um dos IPTUs mais caros de Niterói não é nada animador. As promessas de campanha ainda não foram cumpridas e as ruas de alguns bairros não têm pavimentação como, por exemplo, as ruas da Região Oceânica (estima-se que 90% esteja sem asfalto) e a Rua João Lacourt, em Pendotiba, que é um lago de esgoto a céu aberto. Em Itaipu, também em Niterói, a situação não é diferente. A Rua Esmeraldas, além dos enormes buracos com água no meio da via, há o vazamento de esgoto misturado com a água das chuvas. Neste mesmo padrão está a Rua Barão de São Félix, no Centro do Rio, em que o bueiro se transforma em um chafariz de fezes.  Cenário de horror!
Colapso - Parte III
24/05/2011 -
A Supervia, com composições antigas, não consegue manter seus trens nos trilhos. Ora param os do ramal de Saracuruna, ora os do ramal Belford Roxo como aconteceu no dia 20/05 com o trem que estava próximo a Tomás Coelho que apresentou problemas e teve retornar a Central. Os passageiros foram ajudados pelos agentes, desceram nos trilhos e embarcaram em outra composição. O colapso está próximo!!! Corre-se o risco de acontecer como na África do Sul. Abertura do Campeonato do lado de dentro e obras, muitas obras, do lado de fora...
Colapso - Parte II
23/05/2011 -
No Rio a construção das TRANS-alguma-coisa, absolutamente necessárias, mas com custos altíssimos, prometem permitir maior mobilidade, porém de ÔNIBUS (porque não trens e Metrô?) imitando o modelo Paranaense para uma cidade que possui quase quatro vezes da população de Curitiba. O Metrô Rio está diante de um impasse por conta do itinerário da linha 4, que  ainda é um mistério. Há uma queda de braço entre o Movimento Metrô que o Rio Precisa e a Secretaria Estadual de Transportes devido a alteração do traçado original para uma nítida continuação da linha 1.  (continua amanhã)
Colapso - Parte I
20/05/2011 -
O Brasil estará no centro das atenções entre 2013 e 2016 por conta da Copa das Confederações, Copa do Mundo, Olimpíadas e Para-Olímpiadas, mas percebe-se muitos problemas de infra-estrutura que podem comprometer os eventos e a imagem do país. São Paulo perderá a Copa das Confederações porque não conseguiu chegar a um consenso sobre a construção do estádio do Corinthians. No Rio as alterações inesperadas no Maracanã vão elevar o custo inicial e o estádio agora terá uma cobertura de PLÁSTICO TRANSPARENTE.  O Estado convive com problemas básicos. Em Maricá a Estrada de Itaipuaçu está COMPLETAMENTE DESTRUÍDA; em São Gonçalo as ruas  do bairro Santa Catarina são IMENSOS depósitos de LIXO,  assim como Av. dos Democráticos em Higienópolis e a rua Conselheiro Galvão em Madureira; em Vila Valqueire a Rua das Dálias e Rua das Camélias alagam, tal como a Rua do Lavradio, no Centro, Praça da Bandeira, Maracanã, Vila Isabel, Tijuca..
Fim do MARACANÃ-PARTE III
19/05/2011 -
Os eventos no Maracanã eram uma exaltação grandiosa ao que havia de simbologia a um monumento que abrigava a história e o símbolo do país do futebol.  Mas fazer com que o Brasil deixasse de possuir o MAIOR estádio do mundo era o grande propósito.  Seguindo a "orientação" da FIFA, estão acabando com as marquises, depois das Gerais, das Cadeiras e Arquibancadas. Em seu lugar virá a maravilhosa cobertura de plástico transparente que deverá ser ÓTIMO no auge do verão carioca. QUE CONFORTO para a torcida, agora SOB O SOL de quase 50ºC. Pode até ser bonita, mas jamais se equivalerá a ousadia da marquise de pedra de 1950 e nem reduzir o calor que se fará, com certeza, em suas novas e INCLINADÍSSIMAS arquibancadas(?) com cadeiras numeradas. O público não se perderá , mas o Brasil perdeu um gigante.  Agora, FINALMENTE, o Maracanã está destruído e o patrimônio histórico da humanidade morto!
Fim do MARACANÃ-PARTE II
18/05/2011 -
O que deveria ser preservado no estádio, a marquise, está sendo desmontada com autorização do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan). A alegria involuntária e o sorriso largo que se via nas gerais deixou de existir, assim como os termos Arquibaldos e Geraldinos. A visita no Cristo Redentor tornava possível ver, de cima, o marco da arquitetura, o exemplo de ousadia construído em 1950. Palco de memoráveis decisões e desfile da elite de atletas como Pelé, Garrincha, Zico, Roberto Dinamite, Maradona, Rivelino, Ademir da Guia, Eusébio, Beckenbauer, Platini, Tostão, Amarildo, Romário, Falcão, Gerson, Ronaldo, Heleno de Freitas, Zizinho, Nilton Santos, Reinaldo, Marta entre tantos outros. Por seu gramado passou também Madonna, Frank Sinatra, Paul McCartney, Kiss, Roberto Carlos além de ter sido o palco do Rock in Rio II. (continua amanhã)
Fim do MARACANÃ-PARTE I
17/05/2011 - O Estádio do Maracanã, uma obra-prima da arquitetura brasileira, símbolo e desejo de jogadores de todo o mundo
está agonizando, e é, tal como o Coliseu em Roma, ponto certo de visitação de milhares de turistas. O estádio era dividido em Arquibancadas, Cadeiras e Geral, e já abrigou em 1970, no jogo Brasil 1x0 Paraguai, 199.854 torcedores. Em 1999 a capacidade caiu para103.000  com a colocação de cadeiras nas Arquibancadas. No Pan de 2007, no Rio de Janeiro, foi o fim da Geral e a capacidade diminuiu para 85.000. Agora se vão as Cadeiras e com elas mais 10.000 torcedores. Com isso, o ex-Gigante do Maracanã, passará a ser, por vontade velada da FIFA, um modesto estádio para apenas 75.000 espectadores que assistirão, sentados, às partidas dos grandes clubes de futebol e aplaudir, sentados, aos gols espetaculares que serão marcados.
Acidente com van
16/05/2011 -
Um grave acidente entre uma van e um caminhão de coleta de lixo, na madrugada de hoje, na Av. Brasil em Padre Miguel, causou a morte de duas pessoas. O motorista, que prestava serviços à Rede Globo, após colidir violentamente com a traseira do caminhão, morreu no local e o homem que estava no banco do carona, apesar de ter sido retirado com vida, faleceu, duas horas depois, no Hospital Albert Schweitzer. A polícia suspeita que o motorista, por conta da chuva forte que caía, não tenha percebido os cones de sinalização na pista em que o caminhão fazia a limpeza.
Rio à beira do colapso
13/05/2011 - O Rio de Janeiro anda no limite do suportável e suas vias à beira de um colapso. Ontem à noite um ônibus da linha 179 pegou fogo na Linha Amarela por volta das 20h na altura da Piedade, entre as saídas 2 e 3 sentido Centro. O incêndio foi controlado pelos funcionários da Lamsa e do Corpo de Bombeiros, mas o veículo ficou totalmente destruído. Mais tarde, por volta das 21:30, 4 menores assaltaram os passageiros do Metrô  na composição que se dirigia à praça Saens Pena. Houve pânico e uma mulher se jogou nos trilhos o que causou a interrupção da linha 1 naquele trecho. Os menores fugiram.

Ruas dos abandonos
11/05/2011 - Há algo de comum entre as ruas Vinte e Quatro de Fevereiro em Bonsucesso, a Avenida dos Democráticos em Higienópolis, e a rua  São Luiz Gonzaga em São Cristóvão. LIXO, MUITO LIXO!
A quantidade beira ao ridículo. Na Vinte e Quatro há portas de carros OFICIAIS do Governo jogadas. Defronte a Igreja na Democráticos a calçada é TODA tomada pelo lixo e na São Luiz os ratos e os gatos convivem em harmonia no lixo que tomou conta  defronte ao número 210. Isso sem contar o estado dos rios. Depois ninguém sabe porque a cidade vive alagada...

Rua dos limites
10/05/2011 - A pior coisa que pode acontecer a um logradouro é estar no limite de duas cidades. A rua Coronel Amarante que faz divisa entre as cidades de São Gonçalo e Niterói é um exemplo do jogo de empurra que pode afetar a via. A rua é extremamente movimentada, mas está abandonada pelos dois municípios. Os buracos estão aumentando e não há uma ação de nenhuma prefeitura para melhorar o local. Triste!!!
Rua de Machado abandonada
09/05/2011 - O local em que nasceu, Machado de Assis, um dos nossos escritores mais célebres, a Rua do Livramento, na Gamboa, Zona Portuária do Rio, que está no planejamento de revitalização do projeto Porto Maravilha encontra-se em péssimo estado de conservação. A maioria dos bueiros está entupida, há fartura de sujeira na rua e o pavimento das vias destruído com esgoto correndo a céu aberto. Isso sem contar com a série de objetos deixados nas calçadas como, por exemplo, uma privada.
Carro colidiu com o trem!?
06/05/2011 - Sobre o acidente ocorrido ontem, dia 5, a concessionária SUPERVIA, que administra o setor ferroviário do Rio de Janeiro, informou que o trem, quando passava pelo cruzamento, foi atingindo pelo veículo em Costa Barros, ramal de Belford Roxo. O carro foi  arrastado por 100m na frente do trem. Isso leva a crer que o TREM ATINGIU O CARRO! De acordo com a supervia no local há sinalização luminosa e visual segundo normas da ABNT, mas em sua nota não há informação sobre a existência de uma cancela.
Cruzamento em via férrea
05/05/2011 - Não há dúvidas de que um cruzamento é o local que inspira cuidados, qualquer que seja ele. Por isso não dá para imaginar, nos dias de hoje, um cruzamento em linha férrea. A culpa dos acidentes raramente é dos trens porque a preferência é deles, e, por isso mesmo, há, ou deveria haver, cancelas que impedem outros veículos e pessoas de cruzarem a linha quando um trem está a caminho. O acidente ocorrido hoje pela manhã no Rio, em Costa Barros, ramal de Belford Roxo, quando um trem arrastou por 100m um veículo que ficou destruído, mostra que alguma coisa não funcionou: ou não havia cancela, ou não havia sinalização, ou houve imprudência por parte do motorista. Não houve vítimas fatais, mas cruzamento de nível não deveria existir mais.
Transesgosto São Gonçalo-Rio
04/05/2011 - Abílio Alves Ferreira é o nome de uma RUA em São Gonçalo, no bairro de Santa Izabel. Só que é IMPOSSÍVEL trafegar por lá uma vez que a via não tem calçamento, saneamento e está coberta de mato.  O esgoto corre a céu aberto assim como acontece, há anos, na rua Aristides Lobo esquina com a rua Tenente Vieira Sampaio no  Rio Comprido. O curioso é que os prefeitos sempre dizem que estão investindo em saneamento básico, mas o esgoto aparece em várias ruas do estado. Isso quando não se rompe como aconteceu em Niterói. Estranho!

Transesgosto em Cascadura
03/05/2011 - O esgoto tomou conta da Avenida Ernani Cardoso, em Cascadura, próximo ao viaduto sobre a linha férrea e local que as empresas de ônibus transformaram em terminal. As pessoas que tentam embarcar nos ônibus têm que ir para o meio da pista por ser o local em que os coletivos conseguem parar. O esgoto se estende em um buraco por, aproximadamente, 15 metros. O curioso é que bem perto passará a Transcarioca.

Vans a caminho da forca
02/05/2011 -  A Secretaria Municipal de Transportes publicou, na semana passada, os editais para a circulação de vans nos lotes de São Cristóvão, Maracanã, São Conrado, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Rio das Pedras, Gardênia Azul, Cidade de Deus, Freguesia e Taquara. A previsão é que até o fim do ano todo o processo de licitação, que começou com Santa Cruz e Paciência, esteja finalizado. Para poder participar do processo, os candidatos tem que estar vinculados a empresas ou cooperativas. Segundo a secretaria, vans e kombis  NÃO poderão circular e terão que ser substituídas por micro-ônibus de, no mínimo, 25 lugares. ADVINHA QUEM VAI VENCER?  Pista: é um grupo que já atua no processo Transcarioca (Redentor, Barra, Litoral e Futuro)...